01. Minha História.

Como tudo começou...

         Precisamente no ano de 1982, durante uma aula na Escola Estadual de Primeiro e Segundo Grau Augusto Severo, com uma professora de Língua Portuguesa, carinhosamente chamada de Tia.
        A nossa Tia ao fim da aula, comunicou que a tarefa seria fazer um poema com o máximo de trinta linhas e teria que ter mais de quinze linhas, o assunto seria o amor. Todos muito felizes voltamos a nossos lares, e lembro claramente que não quis nem brincar durante a tarde, usei todo papel de pão disponível que havia em minha casa.
        Nossa, a minha alegria era tanta, escrevi muitas vezes, até chegar à frase que eu muito queria expressar. Então, fui correndo ao mercado do Tio Bite, comprei uma sulfite e tive muito cuidado para passar a limpo, minha letra era terrível, mas caprichei.
        Assim no outro dia, durante a aula de Língua Portuguesa, a Tia recolheu todos os trabalhos, o melhor trabalho ficaria em um quadro vermelho que estava na sala, e para os alunos era muito bom ter o trabalho lá.
         Ao outro dia, a "professora”, Tia, chegou, e pediu para que ficássemos em silêncio e não copiasse nada, assim ela passou o meu poema na lousa, meu coração pulsava de alegria, sorria sem parar, o meu poema.
        Ao acabar, meu mundo desabou, Ela corregiu meu trabalho na frente da classe toda, todos r, s, x, vírgulas, ponto e vírgula e pior mudou a maioria das palavras, dizia que nada tinha sentido e conforme ela corrigia dizia: “se quiserem ser alguém na vida aprendam a comunicar", eu nem sabia o que era comunicar, meu mundo havia desabado, a vergonha tomou conta de mim, eu chorei muito, na eventualidade minha Avó Angelina foi à escola e pediu para me mudar de turma, porque durante aquela semana eles só debochavam de mim, até hoje lembro de todos que debocharam, das piadas e de apenas apontamentos com os dedos.
         Tudo bem, eu já estava acostumada ao caderno da tortura, onde escrevia mil vezes as palavras erradas, e deste modo, nunca sei jeito ou geito, mais ou mas, e muitas outras palavras foram assassinadas do meu cerebro.
        Minhas notas sempre foram A e B+ e depois evento mudaram para C-, D e até mesmo E, não consegui recuperar passei a vida com notas ruins em Língua Portuguesa. Estudei o magistério, técnico contábil, faculdade Administração, Pós-graduação... nunca aprendi Gramática, sou pessíma, mais teimo em escrever e vou seguindo a vida.
          Porém em 1998, estava jogando alguns cadernos velhos e para minha surpresa estava lá, a poesia, com o nome de Os Normais, passei ela ao computador e sem mudar aquelas palavras que a Tia mudou, enviei-a a um concurso literário e para meu espanto minha nota fora 9,8. O poema foi impresso em um livro apenas poemas com notas superiores a 9,00 foram selecionados, dentre mil e cento e três poemas, apenas menos de dez por cento fora selecionada.
         É continuo escrevendo errado, certa vez conversando com Padre e Psicólogo Guazelli da cidade de Assis, citei esse acontecido e que até hoje não consigo aprender Língua Portuguesa, li diversos livros de Literatura, Língua portuguesa especificamente gramática e não consigo aprender.
        Foi muito bom ouvir dele, que muitos escritores famosos têm o mesmo dilema, um bloqueio por alguns chamados de dislexia. e que mesmo com sessões de psicanálise ou psiquiatria não iria resolver. O que o tempo não sanou até o momento. No meu caso tenho uma leitura em voz alta adoro ler, mas na escrita sou uma perdição.
" Dislexia é uma específica dificuldade de aprendizado da Linguagem: em Leitura, Soletração, Escrita, em Linguagem Expressiva ou Receptiva, em Razão e Cálculo Matemáticos, como na Linguagem Corporal e Social. Não tem como causa falta de interesse, de motivação, de esforço ou de vontade, como nada tem a ver com acuidade visual ou auditiva como causa primária. Dificuldades no aprendizado da leitura, em diferentes graus, é característica evidenciada em cerca de 80% dos disléxicos." leiam: http://www.dislexia.com.br/
         O que ele disse, auxiliou na minha força de sempre continuar escrevendo, porque o maior valor está na comunicação enviada através das palavras e não em regras, as regras são importantes, então pensei preciso de alguém que deseje ser meu corretor, em todos meus próximos livros terá o nome de um corretor, alguém que queira aprimorar seu currículo, tendo seu nome como corretor de livros.
          Deus auxila-me dando forças para escrever, escrevo sem perceber como algo mágico, não ligo aos critico, tenho pena de muitos, porque não sabem o que expresso, faço para mim e para que em um futuro o que fiz possa despertar interesse de novos escritores.
         Entendo que está minha história não é linda, nem cheia de glamures, não vou desistir com comentários, porque se tenho capacidade para escrever livros, algum valor eu tenho. A humilhação não mais me afeta, foram essas "Tias e Tios" sem noção que tem culpa sim de mim Nilceia ter esse bloqueio terrível.
Assim entendo que possuo um bloqueio emocional, cujo fora adquirido por uma Professora de Língua Portuguesa, que atualmente poderia ser acusada de burling.
Lembro-me das inúmeras humilhações que sofri, desde escrever palavras mil vezes, falar de minha letra, comentar a classe sobre meu cabelo, sendo uma das menores da classe sentava na quarta carteira com crianças maiores a frente, nunca ganhei um elogio, só alfinetadas, um dia letra, outro dia erros, outro dia resumo de livro e assim não consigo aprender Gramática.
         Amigos, obrigada por tudo, pelo apoio e acima de tudo por não me retalhar, porque a verdade foi dita escrita e aconteceu.
Nilceia Gazzola
 *****************************************
ESCREVENDO...E REESCREVENDO.
.
Nilceia, o que é preciso para escrever um bom poema, devo saber tudo sobre gramática e Literatura, posso errar, preciso de boas notas, resuma para mim?

Nilceia diz: Não tenho medo de escrever errado, nunca gostei de Gramática, e em um poema o que conta é originalidade, sonoridade e criatividade. Minhas notas nunca foram boas em Português, considerando que na 4ª serie a professora chegou a comentar na sala de aula, que eu não sabia escrever historias e muito menos poesias, algo que me marcou pela vida toda, porém em Literatura depois de superar meus medos quando fui cursar a faculdade tive boas notas. Quem nunca errou atire a primeira pedra. Eu continuo errando, porque não quero aprender as normas novas de gramática, como as vírgulas, assassino parágrafos e assim prossigo. Por eu ser poetisa pode parecer um horror dizer isso. Porém vivo das verdades. Nunca fui superficial. Eu erro muito e assumo as colecções de gafes.
Também tenho um grave problema, sempre escrevo meu nome nos concursos e teimam em corrigir, colocar acentos, escrever com s, porém é apenas Nilceia e sem este acento horroroso que colocam sempre, então, por favor de agora em diante daria para não colocar acentos em meu nome, eu agradeço imensamente. 
Aconselho a não seguir minha lógica doida, estude, faça o melhor de si, aprenda a escrever certinho dentro das regras, eu consegui, não é preciso saber tudo, mais saiba o essencial.
O motivo que faz escrever, é que com este trabalho, posso despertar em jovens e crianças a literatura.

CONCURSOS QUE PARTICIPEI E NÃO FORAM EDITADORES, PORÉM RECEBI CERTIFICADOS, MENÇÕES, DIPLOMAS, MEDALHAS E TÍTULOS...

NÃO PUBLICADOS, MAS TAMBÉM COM SUA IMPORTÂNCIA.

1- 2000,maio. Selecionada com grau superior no Concurso Nacional “ 500 anos de Poesia” Menção Honrosa com classificação superior. Sem patrocínio, não publicamos eram cinco poesias, – regime cooperativa.Shan Editores, Porto Alegre RS

2- 2001, maio. Classificada Concurso Poemas e Pensamentos, com grau superior, “ ad referendum” registrado livro de méritos do Conselho Editorial da Shan Editores sob n 1060/01, como prova de talento em defesa da Arte Poética. Sem patrocínio, não publicamos eram uma poesia. – regime cooperativa.Shan Editores, Porto Alegre RS

3- 2001, novembro, Classificação, Concurso Antologia Poética Brasileira, serie 2001. – Sem patrocínio, não publicamos eram uma pões ia. – regime cooperativa.Shan Editores, Porto Alegre RS

4- 2002,abril. Classificada com Menção Honrosa, no Concurso Insigne Poeta. Serie 2002. Sem patrocínio, não publicamos eram três poesia. – regime cooperativa.Shan Editores, Porto Alegre RS

5- 2002, abril. Classificada com Louvor, Concurso Lyra de Bronze. Serie 2002. Sem patrocínio, não publicamos eram uma poesia. – regime cooperativa. Shan Editores, Porto Alegre RS

6- 2002, abril. Selecionada para o II Prémio Cultural Nacional, Troféu Talento em Poesia. Aderir a receber troféu em SESC São Paulo, noite de Gala representando município como poetisa, Sem patrocínio, indicação por ter ganho vários prêmios da poesia brasielira. Shan Editores, Porto Alegre RS

7- 2003, outubro, Indicada, Cruz do Mérito Literário Brasileiro. Indicação pelo poema de Guerra. Sem patrocínio, não publicamos era uma poesia. – regime cooperativa. Shan Editores, Porto Alegre RS

8- 2004, fevereiro. Indicação da OCP a participar do Manifesto Mundial pela Paz. Sem patrocínio, não publicamos era uma poesia. – regime cooperativa. Shan Editores, Porto Alegre RS

9- 2004, Abril. recebi titulo de Dama da Ordem Serenissima da Lyra de Bronze. ato 3003CVH/08- DAMA

10- 2005, outubro. Selecionada para o IV Premio Cultural Nacional, Troféu Talento em Poesia. Aderir a receber troféu em SESC São Paulo, noite de Gala representando município como poetisa, Sem patrocínio, indicação por ter ganho vários prêmios da poesia brasielira. Shan Editores, Porto Alegre RS

11- 2007, marco. Classificação O Melhor da poesia Brasileira de 1997-2007. Real Academia de Letras. Ordem da Confraria dos Poetas.Sem patrocínio, não publicamos era uma poesia. – regime cooperativa. Shan Editores, Porto Alegre RS

12- 2007, novembro. Selecionada para o VII Premio Cultural Nacional, Troféu Talento em Poesia. Aderir a receber troféu em SESC São Paulo, noite de Gala representando município como poetisa, Sem patrocínio, indicação por ter ganho vários prêmios da poesia brasielira. Shan Editores, Porto Alegre RS

13- 2008,janeiro. Concedido o Título Acadêmico Honorifico da Ordem da Confraria dos Poetas. Real Academia de Letras. Como reconhecimento de cultura, talento e nobre criação e divulgação nacional e internacional da arte poética. Não esperava foi indicada e recebi o Titulo em casa, Não houve patrocínio, não teve gastos. Shan Editores, Porto Alegre RS

14- 2008/agosto. Classificação, Diploma com louvor da IV Seletiva de Poesias, Contos e Crônicas de Barra Bonita. Sem patrocínio, não publicamos era uma poesia. – regime cooperativa. Clube dos Amigos das letras

15- 2008, setembro. Recebi Titulação: Concede louvor o Titulo de Consulesa Honorífica – Real Academia de Letra – Ordem da Confraria dos Poetas do Brasil. Shan Editores, Porto Alegre RS - CONSULESA.

16- 2008/outubro – Certificado – Premio Hernani Cidade 2008 – Modalidade texto narrativo. Redondo- Portugal. Sem patrocínio, não publicamos era duas poesia. – regime cooperativa. Portugal.

17- 2008/outubro. Certificado - 9º Concurso de Literatura – Conto, Crônica e Poesia de Canoas, ato 9095. RS. Sem patrocínio, não publicamos era uma poesia. – regime cooperativa. - Canoas RS

18- 2008/outubro. Certificado – 9º Concurso de Literatura – Conto, Crônica, Poesia de Canoas, ato 8538.RS. Sem patrocínio, não publicamos era uma mini Conto. – regime cooperativa.- Canoas RS

19- 2008, dezembro. Selecionada para o VIII Premio Cultural Nacional, Troféu Talento em Poesia. Aderir a receber troféu em SESC São Paulo, noite de Gala representando município como poetisa, Sem patrocínio, indicação por ter ganho vários prêmios da poesia brasielira. Shan Editores, Porto Alegre RS

20- 2009, maio, recebi Titulo com louvor de COMENDADOR DA ORDEM DO DRAGÃO DOURADO. Shan Editores, Porto Alegre RS.COMENDADORA

21- 2009, setembro. Classificada, Classicos Contemporâneos - Antologia Literaria Internacional. Sem patrocínio, não publicamos era tres poesia. – regime cooperativa. Shan Editores, Porto Alegre RS

22- 2010, agosto. Selecionada Livro Ponte dos Sonhos 2 que vai ser lançado em Guadalajara no México. em breve postarei mais finromações sobre este.

23- 2010, setembro. XXXI Concurso Internacional Literário Contos, poesias e crônicas.

24- 2011, JULHO Litteris editora, participação livro: Jogando com as palavras, Diploma de participação e seleção no concurso.

 Edições AG - Giraldo.Org em 9º Lugar Categoria Poesia.
Agradeço aqueles que crêem em mim, estou precisando de um patrocínio anual, porque estou desempregada e cada concurso tenho que enviar sedex. Se ninguém puder ajudar, tudo bem mesma coisa, porque toda vez que faço uma digitação de trabalho para alguém reverto o valor ganho em gastos literários, meu desejo é levar a poesia, saciar a sede literária de dentro do meu coração e desta forma levo o nome de nossa pequena cidade a diversos lugares, representando um povo.
Porque a cultura se faz de povo, e povo não espera vontades.
Para ajudar, peço que comprem um dos livros meus, pois já estarão colaborando.
Presentei-e alguém, doe a biblioteca publica.
Na compra de um livro estarei recebendo os 10% destinados a direitos autorais.